top of page

Homenagem ao Dia do Escrevente. Belo e Árduo.


Os escreventes são o braço estendido do Tabelião ou Registrador. Isso nós já sabemos. Mas, são também os "ouvidos" atentos às necessidades de cada cidadão que procura um cartório.

São (e devem ser) porta-vozes de orientação, temperada com a compreensão necessária a cada caso.

São "maratonistas". Isso mesmo. Correm o dia inteiro, e administram seu tempo entre atendimentos e produção dos atos notariais e registrais.

São "psicólogos fast food". Explico. Não raras vezes ouvimos profissionais das mais diversas áreas exclamarem: "além de professor (por exemplo), tenho que ser psicólogo!". No caso dos escreventes, a questão é um pouco peculiar: são diversas reclamações diárias (por vezes, por usuários que não compreendem o simples fato de exigir-se um documento de identificação que "identifique") e conflitos corriqueiros nos quais o colaborador notarial e registral deve se apresentar como um pacificador. É o dia inteiro assim! Meu conselho: serenidade. Serenidade alicerçada com conhecimento e temperança.

É árduo, mas é belo.

É árduo e belo porque a mesma "vírgula" (literalmente) que pode trazer prejuízos às partes, pode trazer também benefícios extraordinários. Entretanto, é mais belo do que árduo porque os benefícios extraordinários e as "vírgulas acertadas" são muito superiores aos acidentes de percurso.

Meus sinceros "PARABÉNS" aos Escreventes de Cartório!


Davi Camboim

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page